Notícias

voltar para a home
11 | Janeiro

Orgânico

publicado em 11/01/2018

SC: Leite orgânico obtém avanços no extremo oeste


Resultado de imagem para leite organicoO Leite Orgânico é um dos projetos que integram o Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial (DET) promovido pelo Sebrae/SC em parceria com os Poderes Púbicos municipais de 24 municípios do extremo oeste catarinense. Implementada há três anos, a iniciativa vem apresentando importantes resultados. O projeto atende produtores que recebem apoio de técnicos de extensão, pequenas cooperativas, sindicatos e organizações não governamentais, visando um modelo sustentável de produção do produto.

O projeto para o desenvolvimento do Leite Orgânico também conta com a parceria da Associação dos Municípios do Extremo Oeste (Ameosc) e outras entidades e instituições.

O sistema adota baixos investimentos, uso racional de produtos externos e ênfase na produção a base de pasto perene. Entre as formas de manejo destaca-se o sistema de Pastoreio Racional Voisin (PRV), que está se consolidando em algumas propriedades e gera bons resultados técnicos, econômicos, sociais e no emprego de mão de obra.

Para avançar mais ainda neste sistema, as famílias e organizações se preparam para comercializar o leite orgânico que vem sendo produzido. Hoje, já vendem o primeiro queijo orgânico de Santa Catarina, desenvolvido após as consultorias tecnológicas do Sebraetec – uma das soluções presentes no DET. “Somente no projeto da cooperativa foram atendidas 600 propriedades rurais de 12 cooperativas distribuídas em diversos municípios da região”, observou o presidente da Cooperativa Central,Moacir Bernardi.

O coordenador regional extremo oeste do Sebrae/SC, Udo Trennepohl, lembra que o projeto de desenvolvimento do leite orgânico iniciou com a identificação das potencialidades existentes no setor, por meio de estudo, organização e planejamento para  subsidiar e dar solidez às ações práticas da iniciativa.

A cadeia produtiva do leite orgânico inclui os insumos para sua produção (alimentos e medicamentos permitidos), as indústrias exclusivas para transformação do leite (não pode haver na mesma indústria produção paralela), os insumos para a indústria de transformação (material de limpeza, coalhos, polpas, sal, etc.), produtos ofertados (leite, queijos de diversos tipos, Iogurtes, bebida láctea, entre outros) e fomento e assistência técnica para os vários segmentos.

O DET que encerraria no fim de 2017 continuará em 2018 devido aos expressivos resultados nos municípios atendidos.


Fonte: MB Comunicação

Clientes IBD

  • [escolha um país]
  • buscar

Insumos Aprovados

  • buscar
Endereço: Rua Amando de Barros, 2275 - Centro - CEP: 18.602.150 – Botucatu - SP

(14) 3811-9800

© Copyright - A publicação ou uso dos textos e imagens contidas nesse site só serão permitidas com a autorização devida do IBD